Encerrado o prazo para registro de chapas no SOMPAR

Diretores do SOMPAR apresentam a chapa a Comissão Eleitoral. Foi encerrado nesta sexta-feira (25/09/2020) o prazo para registro de chapas nas eleições que serão realizadas no SOMPAR - SINDICATO DOS OFICIAIS MARCENEIROS...

Read more

Registrada chapa para as eleições na FETRACONSPAR

Foi registrada nesta quarta-feira (02/09/2020) a Chapa "União e Luta" que estará a frente na FETRACONSPAR para a gestão 2020/2024. Os companheiros DENILSON PESTANA e CESAR DE OLIVEIRA, apresentaram ao Presidente REINALDIM...

Read more

Encerrado o prazo para registro de chapas no SINTRACOM LONDRINA

Foi encerrado nesta sexta-feira (21/08/2020) o prazo para registro de chapas nas eleições que serão reaizadas no SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO DE LONDRINA. A chapa registrada se...

Read more

Sintracon Curitiba realiza eleições para renovação da diretoria

Eleição do Sintracon Curitiba acontece entre os dias 04 e 06 de agosto. O Sintracon Curitiba, presidido pelo companheiro LAURENO GRUNEVALD realiza durante os dias 04, 05 e 06 de agosto de 2020, eleições para ...

Read more

FETRACONSPAR realiza reunião da Diretoria em Curitiba (03/08)

Nesta segunda-feira (03/08) às 15h, a Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário do Estado do Paraná (FETRACONSPAR) realizou reunião da diretoria na Sede do SINTRACON CURITIBA e...

Read more

Tomou posse a nova diretoria do STICM de Arapongas

Tomou posse no último dia 17/07, a nova diretoria do SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO E DO MOBILIÁRIO DE ARAPONGAS, para o mandato 2020/2025, que será presidido pelo companheiro CARLOS ...

Read more

NOTÍCIAS ESCOLHIDAS

MaisNoticias  

SINDICATOS EM AÇÃO

O vídeo da reunião ministerial de 22 de abril revela as entranhas fascistas do governo Bolsonaro, e a intennsão do capitão-presidente em intervir na Polícia Federal para proteger familiares e amigos ante as investigações em andamento.

Vídeo registrou reunião do ministério de Bolsonaro

vídeo mostra, entre outras coisas, que Bolsonaro acusou, naquela reunião escandalosa, a Polícia Federal do Rio de Janeiro de perseguir sua família. Quem pode assisti-lo classifica o vídeo de “devastador para o presidente”.

A repercussão do vídeo – cuja liberação depende de decisão do ministro Celso de Mello, do STF, relator do caso naquela Corte, que o assistiu na segunda-feira (18) –  diz que ele é profundamente negativo para a imagem do governo e do presidente Bolsonaro; muitos o veem como demonstração da degeneração do governo.

Deputados federais, juristas, comentaristas políticos e outras personalidades – são unânimes em ressaltar o escândalo da reunião de um governo sem decoro, e que não tem nenhum respeito ao que se acostuma designar como a “liturgia do cargo”.

O deputado Márcio Jerry (PCdoB-MA) ressalta que a Polícia Federal existe para “proteger de criminosos e não proteger os criminosos.” E proclama: “Solta o vídeo, ministro!”. Quem pode assisti-lo revela que, no vídeo, Bolsonaro, aparece dizendo que precisava “saber das coisas” que ocorriam na Polícia Federal do Rio de Janeiro e que suas investigações não podem “prejudicar a minha família” nem “meus amigos”. Comportamento em que, acusa o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP), Bolsonaro “deixou de ser presidente e virou chefe mafioso”. A deputada Professora Marcivânia (PCdoB-AP) – que assistiu à exibição no Instituto Nacional de Criminalística – acusa Bolsonaro de dizer que gostaria de substituir o superintendente da Polícia Federal do Rio de Janeiro e que demitiria até o então ministro da Justiça Sergio Moro caso não pudesse fazer isso.

O caráter pró-fascista do governo Bolsonaro é demonstrado também nos pedidos de prisão ilegais e abusivos feitos naquela reunião. Damares Alves, ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, pediu a prisão de prefeitos e governadores, e o ministro da Educação, Abraham Weintraub, chamou os ministros do STF de “filhos da puta” que “tinham que ir para a cadeia”.

“As entranhas autoritárias e perigosíssimas desse governo expostas”, disse a deputada comunista Jandira Feghali (RJ).

Bolsonaro e muitos ministros usaram, na constrangedora reunião, palavras duras e palavrões. Bolsonaro estava em “dia de fúria”, disse um participante da reunião. O chefe do executivo disse: “Não vou esperar foder alguém da minha família. Troco todo mundo da segurança. Troco o chefe, troco o ministro”. Reclamou de “apanhar sozinho” e que, se fosse preciso, chamaria as Forças Armadas “para evitar um golpe”. Citou inimigos políticos com palavras de baixo calão e chamou os governadores João Doria (PSDB-SP) e Wilson Witzel (PSC-RJ), de “bosta” e “estrume”.

A falta de compostura do inquilino do Palácio do Planalto e seus cupinchas demonstra mais uma vez, e de forma muito clara, seu desrespeito às instituições, à divisão constitucional e harmonia dos poderes – numa ação que vai, além do golpismo, à tentativa de impor o fascismo que foca, na figura do presidente, o exercício do poder. Isto, no meio de uma pandemia que já matou cerca de 20 mil brasileiros, significa, além do atentado à democracia e ao Estado Democrático de Direito, o desprezo pela vida – e repete o grito dos fascistas espanhóis: “viva la muerte.”

Vermelho


ENTIDADES DE FILIAÇÃO DA FETRACONSPAR

A FETRACONSPAR NAS REDES SOCIAIS

@fetraconspar    /fetraconspar
/fetraconspar       /fetraconspar

banner denuncie aqui.jpg

Baixe o aplicativo da FETRACONSPAR, para ter acesso aos serviços através do seu smartphone:

                              

google_play_baixar.png

apple_store_baixar.png

ÚLTIMOS VIDEOS: