O POVO E A DEMOCRACIA

Por 

"O caminho para a estabilidade da democracia brasileira não foi fácil nem imediato. Por essa razão, é voz corrente nas ruas que, na quadra atual, o povo brasileiro jamais aceitaria retrocessos", disse nesta quinta-feira (2/9) o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux. A liberdade de expressão, segundo ele, não comporta ameaças.

Na abertura da sessão da Corte, ele fez um pronunciamento sobre as manifestações esperadas para 7 de setembro e convocadas pelo presidente Jair Bolsonaro e seus apoiadores.

Fux diz que povo não aceitará retrocessos

Segundo Fux, o STF confia em que os manifestantes agirão com "senso de responsabilidade cívica e respeito institucional, independentemente da posição político-ideológica que ostentam". Ele acrescentou que, em um ambiente democrático, manifestações públicas são pacíficas.

"Por sua vez, a liberdade de expressão não comporta violências e ameaças. O exercício de nossa cidadania pressupõe respeito à integridade das instituições democráticas e de seus membros", salientou.

Ainda de acordo com o ministro, "a crítica construtiva pr

 é correspondente da revista Consultor Jurídico em Brasília.

Revista Consultor Jurídico

https://www.conjur.com.br/2021-set-02/fux-afasta-retrocessos-liberdade-expressao-nao-comporta-ameacas