Jornal Folha de S. Paulo que apoiou o golpe de 2016, destaca em seu editorial desta quinta-feira (5) que o “destempero verbal” de Jair Bolsonaro não apenas “envenena o ambiente da disputa política, perturba o dos negócios e deprecia a imagem do Brasil”, como “ameaça romper diques da Constituição”. “A Carta não oferece bordunas ao governante. Manda impedir qualquer um que tente erguê-las contra o edifício do Estado de Direito”, destaca

(Foto: Reuters)

247 - O jornal Folha de S. Paulo destaca em seu editorial desta quinta-feira (5) que o “destempero verbal” de Jair Bolsonaro não apenas “envenena o ambiente da disputa política, perturba o dos negócios e deprecia a imagem do Brasil”, como “ameaça romper diques da Constituição”. 

“Se eu levantar a borduna, todo mundo vai atrás de mim e eu não fiz isso ainda, disse o chefe do Executivo na conversa com a Folha. Espera-se que não tenha refletido suficientemente, como costuma acontecer, a respeito da bravata autoritária que deixou solta no ar”.

“A Carta não oferece bordunas ao governante. Manda impedir qualquer um que tente erguê-las contra o edifício do Estado de Direito”, diz o texto.

247