O policial militar aposentado Sargento Fahur (PSD) foi o campeão de votos na eleição para deputado federal pelo Paraná. Dono de um discurso linha dura e eleitor de Jair Bolsonaro (PSL), Fahur atuou 15 anos na Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam). Ele recebeu quase 315 mil votos. Filho do deputado Delegado Fernando Francischini (PSL-PR), um dos coordenadores de campanha de Bolsonaro, Felipe Francischini (PSL) foi o segundo mais votado, com mais de 241 mil votos.

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, recebeu a terceira maior votação. Foram mais de 212 mil votos. Zeca Dirceu (PT), filho do ex-ministro José Dirceu, foi um dos petistas a se reelegerem.

Veja a bancada eleita pelo Paraná:

Sargento Fahur (PSD) 314.963 (5,49%)

Felipe Francischini (PSL) 241.537 (4,21%)

Gleisi Lula (PT) 212.513 (3,71%)

Luizão Goulart (PRB) 141.730 (2,47%)

Sandro Alex (PSD) 124.512 (2,17%)

Leandre (PV) 123.958 (2,16%)

Paulo Martins (PSC) 118.754 (2,07%)

Gustavo Fruet (PDT) 113.252 (1,98%)

Giacobo (PR) 111.384 (1,94%)

Hermes Frangão Parcianello (MDB) 110.717 (1,93%)

Christiane Yared (PR) 107.636 (1,88%)

Diego Garcia (Podemos) 103.154 (1,80%)

Luciano Ducci (PSB) 98.214 (1,71%)

Aliel Machado (PSB) 95.386 (1,66%)

Sérgio Souza (MDB) 94.077 (1,64%)

Ney Leprevost (PSD) 92.399 (1,61%)

Pedro Lupion (DEM) 92.300 (1,61%)

Luisa Canziani (PTB) 90.249 (1,57%)

Boca Aberta (Pros) 90.158 (1,57%)

Ricardo Barros (PP) 80.025 (1,40%)

Zeca Dirceu (PT) 77.306 (1,35%)

Rubens Bueno (PPS) 76.471 (1,33%)

Schiavinato (PP) 75.540 (1,32%)

Filipe Barros (PSL) 75.326 (1,31%)

Luiz Nishimori (PR) 73.344 (1,28%)

Toninho Wandscheer (Pros) 72.475 (1,26%)

Vermelho (PSD) 70.001 (1,22%)

Enio Verri (PT) 62.169 (1,08%)

Aroldo Martins (PRB) 52.572 (0,92%)

Aline Sleutjes (PSL) 33.628 (0,59%)