O governo federal editou Medida Provisória que prorroga o auxílio emergencial até o final do ano. O valor da parcela, como já havia sido adiantado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), foi reduzido de R$ 600 para R$ 300.

A MP 1.000 foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União e institui, até 31 de dezembro, o auxílio emergencial residual a ser pago em até quatro parcelas mensais ao trabalhador beneficiário.

E também foi publicada a MP 999, que abre crédito extraordinário no valor de R$ 67,6 bilhões para o Ministério da Cidadania, recurso esse a ser usado com o pagamento das novas parcelas do auxílio.

Íntegra das MPs 1.000/2020 e 999/2020

Diap