Imprimir PDF

Jovens do Sul são os mais empreendedores do País

Pesquisa realizada pela Endeavor aponta que 66% dos entrevistados da região já possuem negócio próprio ou gostariam de ter uma empresa

 

O jovem da região Sul do País é mais empreendedor e preparado do que no restante do Brasil. Essa foi uma das principais conclusões de uma pesquisa realizada pela Endeavor, organização multinacional que promove o empreendedorismo. A busca pela melhor preparação também está acima da média nacional. O levantamento mostra que 66% dos estudantes da região Sul já possuem negócio próprio ou gostariam de ter a sua própria empresa no futuro. O percentual sulista está um ponto acima da média nacional. 


A pesquisa também apontou que cerca de 52% dos estudantes da região responderam positivamente quando questionados se pensavam em se tornar empreendedores, comparado com 48% dos estudantes de todo o País. Mais de 58% dos jovens estudantes foram identificados como potenciais empreendedores nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A média também está acima da nacional, que é de 57%. 

Os jovens do Sul, além disso, estão entre os que buscam melhor preparação. Cerca de 29% dos potenciais empreendedores passaram por algum curso de preparação no País e, no Sul, esse número sobe cinco pontos percentuais. O gerente da Endeavor no Paraná, Leonardo Frade, disse que o Sul tem muito a cultura dos imigrantes europeus de correr riscos. ''Essa questão cultural é muito forte e o jovem é influenciado pelos pais e avós'', disse. 

Segundo ele, outro fator que influencia bastante é a concentração da classe A e B na região, o que traz como consequência o acesso a uma educação de qualidade. Segundo ele, ainda no Sul, as escolas e universidades têm mais oferta de ensino empreendedor, o que influencia no preparo dos estudantes. 

Frade destacou ainda que a maioria dos empreendedores é do sexo masculino. Eles estão mais envolvidos em buscar conhecimento em negócios e poupar para abrir o próprio negócio. Isso tudo baseado na cultura de que ''o homem precisa trabalhar desde cedo''. Por outro lado, a mulher também tem outras atribuições como os filhos e a família. 

Ele disse que um dos primeiros passos para tornar-se um empreendedor é buscar referências nos profissionais que são os melhores da cidade, da região e do País e, dentro do possível, conhecer a história destas pessoas, conversar com elas e basear-se em alguns fundamentos que elas utilizaram. 

''Um erro muito comum é desenvolver uma solução para um produto ou serviço e acreditar que é a única do mercado'', disse. Segundo Frade, antes de ter o produto ou o serviço é preciso já ter o cliente em potencial. 

Ele comentou ainda que as pessoas que estão abrindo um negócio próprio se preocupam muito com dinheiro. De acordo com ele, o dinheiro precisa ser considerado como um recurso e pode vir através de uma empresa parceira para desenvolver um software, por exemplo. ''É possível encontrar outras maneiras para viabilizar os recursos necessários'', disse. Outra dica fundamental é buscar conhecimento em entidades como o Sebrae e ter uma rede de relacionamentos, ou seja, de contatos. 

A Endeavor está presente em mais de 13 países e há 11 anos no Brasil. Nesse período de atuação no Brasil, cerca de 93 novos empreendedores relacionados com a rede geraram R$ 4,1 bilhões em receita e cerca de 18 mil empregos para o País. 



 


Fonte: Folha de Londrina, 15 de março de 2012


FETRACONSPAR - Federação dos Trabalhadores nas Industrias da Construção e do Mobiliário do Estado do Paraná
Rua Francisco Torres, 427 - Centro - Cep. 80060-130 | Curitiba - Paraná | Brasil

Fone: (41) 3264-4211 | Fax: (41) 3264-4292 | Email: fetraconspar@fetraconspar.org.br