Imprimir PDF

Comissão Interamericana: Temer dá passo atrás em direitos humanos

 

 


O órgão faz menção ao fato de o gabinete ministerial ter sido formado sem mulheres ou afrodescendentes, o que "deixa excluída dos mais altos cargos do governo mais da metade da população". Além dessa falta de representação, a CIDH considera "alarmante" a extinção do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos – esta última área passou a integrar uma secretaria no Ministério da Justiça.

A CIDH disse ainda ter tomado conhecimento de "anúncio do governo" no sentido de reduzir recursos destinados a programas sociais em habitação, educação e combate à pobreza. "A este respeito", acrescenta, "a Comissão recorda o princípio da progressividade e não-regressividade em matéria de direitos econômicos, sociais e culturais. Em razão da obrigação de progressividade estabelecida no Protocolo de São Salvador, ratificada pelo Brasil em 1996, em princípio, o Estado está proibido de adotar políticas, medidas e sancionar normas legais, que sem justificativa adequada pioram a situação dos direitos econômicos, sociais e culturais" da população. 

"A precarização e a piora destes fatores, sem a devida justificativa por parte do Estado, supõem uma regressão não autorizada pelo Protocolo", alerta.

Na mesma nota, a CIDH lembra que a presidenta Dilma Rousseff, agora afastada, foi eleita constitucionalmente pelo voto popular. 

"Na situação atual, a Comissão solicita ao Poder Legislativo que aja estritamente dentro do marco jurídico e com apego aos princípios do direito internacional dos direitos humanos. Nesse sentido, a Comissão recorda que o artigo 21 da Declaração Universal dos Direitos Humanos afirma: 'A vontade do povo é o fundamento da autoridade dos poderes públicos: e deve exprimir-se através de eleições honestas a realizar periodicamente por sufrágio universal e igual, com voto secreto ou segundo processo equivalente que salvaguarde a liberdade de voto'."




Fonte: Vermelho, 19 de maio de 2016


FETRACONSPAR - Federação dos Trabalhadores nas Industrias da Construção e do Mobiliário do Estado do Paraná
Rua Francisco Torres, 427 - Centro - Cep. 80060-130 | Curitiba - Paraná | Brasil

Fone: (41) 3264-4211 | Fax: (41) 3264-4292 | Email: fetraconspar@fetraconspar.org.br