Imprimir PDF

Na CDH, sindicalistas e autoridades debatem assédio moral e demissão voluntária

 

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) promove na próxima terça-feira (4) audiência pública para debater o assédio moral, a demissão voluntária e a terceirização no Brasil.
 

Os problemas da terceirização no trabalho também foram tema de debate na CDH em 28 de novembro. Na ocasião, advogados e representantes do Ministério Público, dos auditores fiscais do Trabalho e de centrais sindicais afirmaram que a prática tem servido para reduzir custos e aumentar lucros das empresas, à custa de redução salarial e desobrigação de direitos trabalhistas. Para a maioria dos debatedores, a responsabilidade pelo trabalhador não deve ser apenas da prestadora de serviço que o contratou, mas deve ser partilhada pela empresa que contratou os serviços.


Para o debate, de iniciativa do senador Paulo Paim (PT-RS), foram convidados o ministro do Trabalho, Carlos Daudt Brizola; a ministra Maria Cristina Irigoyen Peduzzi, do Tribunal Superior do Trabalho (TST); os senadores Cristovam Buarque (PDT-DF) e Inácio Arruda (PCdoB-CE); os deputados estaduais do Pará Edilson Moura e Raimundo Santos; Valdemar Moreira da Silva Filho, engenheiro em segurança do trabalho; Francis Bogossian, presidente do Clube de Engenharia; e representantes sindicais de empresas de prestação de serviços, pedevistas (optantes pelos programas de demissão voluntária), servidores públicos federais e petroleiros.


Agência Senado, 1 de dezembro de 2012


 

FETRACONSPAR - Federação dos Trabalhadores nas Industrias da Construção e do Mobiliário do Estado do Paraná
Rua Francisco Torres, 427 - Centro - Cep. 80060-130 | Curitiba - Paraná | Brasil

Fone: (41) 3264-4211 | Fax: (41) 3264-4292 | Email: fetraconspar@fetraconspar.org.br